social

  • Facebook Page: deciopiemonte@gmail.com
  • Linked In: decio-piemonte
  • Twitter: piemente
Zona de Obra PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Dispositivos de Tráfego - Zona de Obra

Medidas de segurança, padrões e procedimentos para zonas em obras.

Uma análise internacional dos estudos de acidentes realizada pelo projeto ARROWS revelou que zonas em obras têm tipicamente maiores taxas de sinistralidade comparando com outras secções equivalentes.

O problema da segurança nas zonas em obras merece uma consideração especial pelas seguintes razões:

Uma zona de trabalho significa uma mudança temporária nos padrões oferecidos pela estrada em utilização, que se manifesta normalmente como uma deterioração das condições, a qual, por sua vez , conduz à quebra das expectativas dos motoristas;

Zonas de obras na estrada ocorrem frequentemente, já que uma cada vez maior proporção dos novos projetos de auto estradas consistem em melhorar ou manter as vias existentes;

Os acidentes que ocorrem nestas zonas podem não só envolver os usuários da Estrada (motoristas, ciclistas e pedestres) mas também os trabalhadores das obras.

Estudos sobre o comportamento dos motoristas nestas zonas revelam que excesso de velocidade, desacelerações abruptas e distâncias entre veículos inadequadas ocorrem frequentemente. Um comportamento como o descrito é razoavelmente caracterizado como sendo de alto risco e assumido como influencia negativamente a segurança.

Uma zona de obras é uma parte da estrada influenciada por obras que se realizam perto, por cima ou na própria estrada.

Além da área realmente ocupada por estas obras, uma zona de obras na estrada também inclui:

A totalidade da secção da estrada onde se localiza e tem efeito a sinalização, as sinalização horizontal e qualquer outro tipo de controle de tráfego associada à obra;

Os acostamentos usados para a localização típica das medidas físicas de controle de tráfego e outro tipo de equipamento (como dispositivos de protecção);

A área que separa a zona de obras do tráfego;

 

 

Baseado na localização e duração das obras na estrada pode-se identificar três categorias:

1. Longo-prazo: estendendo-se por mais de um dia;

2. Estacionárias a curto-prazo: ficam no local apenas durante o dia, ou pelo menos durante meio dia;

3. Móveis a curto prazo: deslocam-se a um ritmo constante ou ao longo de trechos sucessivos;

Uma grande variedade de dispositivos e técnicas podem ser usados de forma a reduzir a probabilidade e/ou severidade dos acidentes de tráfego nestas zonas.

Distinguem-se quatro grandes categorias de medidas de segurança:

1. concepção física: preparar suaves transições entre a estrada normal e a zona em obras, assim como o espaço adequado para separar a caminho de viagem das zonas com trabalhos, por exemplo, alterando o perfil longitudinal na entrada e saída destas zonas e criando espaços laterais de segurança.

2. controle de tráfego: informação, aviso e/ou regulamentações para os utentes da estrada que os ajudem a tomar boas decisões relativamente à velocidade adoptada, à escolha de vias a usar, e ainda relativamente a outros parâmetros de comportamento como por exemplo sinalização luminosa e sinalização horizontal. As alterações no controle de tráfego são enfatizadas através de sinalização especifica (por exemplo painéis direccionais de aviso, sinais de mensagens variáveis, e sinais retro reflectivos) ou com sinalização horizontal refletiva no pavimento suplementando a sinalização existente.

3. equipamento na estrada: 3 categorias de acordo com os objectivos de cada medida adoptada: 1) aviso/informação, 2) fechamento/guiamento; 3) protecção

4. vários: dispositivos e técnicas que não visam nenhuma das categorias anteriores, como por exemplo roupas de protecção para os operários e informação de tráfego através de rádio.

 

De forma a evitar ou mitigar os problemas de segurança nestas zonas de obras, os seguintes objectivos de segurança devem ser tomados em consideração:

Informação, aviso e guiamento dos usuários da estrada
Proporcionar aos usuários da estrada informação antecipada, fiável e relevante que seja devidamente atualizada, avisando e direcionando os motoristas, garantindo que sejam efetuadas as devidas adaptações comportamentais: informação sobre as perturbações no tráfego, as restrições efectuadas na estrada e as alternativas disponíveis, aviso sobre a existência de zonas de obras e das condições excepcionais que vão encontrar nesses locais e direcioná-los
para os caminhos que devem seguir.

Para garantir eficiência no alcance do comportamento desejado dos motoristas as medidas usadas para garantir a segurança nas zonas de obras devem ser precisas, devidamente espaçadas e atempadas, perceptíveis e legíveis, compreensíveis, razoáveis, garantindo o alerta e fazendo sentido.

 

 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

Faixa publicitária
Copyright © 2017 DTS. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre sob licença GNU/GPL.